http://www.paraiba.pb.gov.br/odestadual/wp-content/themes/2014/temp/ode_fullbanner_910x90.gif

BLOG ITABAIANA NOTÍCIAS

AQUI VOCÊ FICA BEM INFORMADO

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Bloco Oz' Nada Faz foi o grande destaque do Carnaval de Itabaiana

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

TRE marca audiência de Aije que pede cassação de RC em caso das ambulâncias

Tércio 
O corregedor regional eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Tércio Chaves, agendou para o próximo dia 6 de fevereiro, a partir das 9h30, uma audiência de oitiva das testemunhas no processo movido pela coligação ‘A vontade do povo’ que pede a cassação do governador Ricardo Coutinho (PSB) sob a acusação de entrega de ambulâncias em período eleitoral.
O juiz já solicitou do governo da Paraíba a apresentação da lista das ambulâncias fornecidas em 2014, informando os municípios destinatários, data da entrega e data de assinatura do convênio relativo ao Pacto do Desenvolvimento Social.
Ele também solicitou a cópia do procedimento licitatório que originou a aquisição das ambulâncias através do referido pacto no corrente exercício.
A Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) acusa o governador de prática de conduta vedada e abuso de poder político.

Depois de mais de 6 horas de sessão, ALPB elege presidente para 2015/2016

Deputado estadual Adriano Galdino (PSB) é eleito presidente da ALPB (Foto: Diogo Almeida / G1) 
Depois de uma sessão preparatória tumultuada, o deputado estadual Adriano Galdino (PSB) foi eleito presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba na tarde deste domingo (1º). Ao todo, o deputado obteve 19 votos contra 17 para o deputado estadual Ricardo Marcelo.
Adriano Galdino (PSB) nasceu em Campina Grande no dia 21 de outubro. Engenheiro e advogado, foi vereador e depois prefeito do município de Pocinhos. Foi eleito deputado em 2010 e reeleito nas eleições de 2014. O deputado também ocupou a Secretaria de Estado de Governo e era o candidato do governador Ricardo Coutinho para a presidência da Casa de Epitácio Pessoa.
Em seu primeiro discurso, antes de dar posse à Mesa Diretora eleita com ele, Adriano Galdino considerou que sua eleição foi um processo doloroso, difícil, “mas sai vitorioso”. “A Assembleia agora tem um presidente genuinamente do povo”, declarou.
A chapa eleita com Galdino é composta pelos deputados João Henrique (vice presidente), Tião Gomes (2º vice-presidente), Anísio Maia (3º vice-presidente), Zé Paulo (4º vice-presidente), Nabor Wandeley (1º secretário), Caio Roberto (2º secretário), Jeová Campos (3º secretário), Buba Germano (4º secretário), Doda de Tião (1º suplente), Galego Sousa (2º suplente), Inácio Falcão (3º suplente), Genival Matias (4º suplente).
A sessão de eleição da Mesa Diretora foi iniciada depois seis horas e meia do começo da sessão de posse dos 36 deputados, que aconteceu na manhã de domingo. A votação durou exatamente meia hora e a contagem dos votos, coordenada pelo deputado Manoel Ludgério (PSD) teve início às 16h30 (horário local), com o processo completo se encerrando às 16h36h (horário local).
Houve muito debate em torno do uso ou não do sistema eletrônico da casa, o que foi descartado porque o sistema foi danificado durante o processo de cadastro dos deputados novos para que estivessem aptos a usar o voto eletrônico. Com isso, o deputado Ricardo Marcelo chegou a anunciar que a eleição estava adiada para a segunda-feira (2), mas a decisão de realizar a eleição com cédulas de papel foi fruto de um acordo entre deputados membros das duas chapas candidatas.
Urna quebrada
Ricardo Marcelo apontou o deputado Tião Gomes (PSL) como responsável pelo problema que foi registrado no sistema. “Não quebrei o equipamento, apenas deliguei”, disse o deputado. “Essa eleição tinha tudo pra ser fraudada. Nenhum deputado foi chamado para acompanhar esse processo na urna”, justificou.
A possibilidade do uso da cédula de papel para eleição da mesa diretora já tinha motivado confusão na sessão preparatória para a eleição. Foi preciso convocar seguranças para controlar a situação porque houve confusão depois que o deputado Ricardo Marcelo rejeitou um requerimento apresentado pelo deputado Jeová Campos (PSB), que solicitava a votação manual. Ricardo Marcelo determinou que a votação acontecesse através do sistema eletrônico. Irritado com a decisão, Jeová chegou a dar um murro na mesa.
Com a decisão de realizar a eleição de forma eletrônica, foi estabelecido um intervalo, para que todos os deputados passassem pelo cadastro que habilita a votar utilizando o painel eletrônico. Foi durante esse processo de cadastramento que houve um dano ao sistema.
O deputado Adriano Galdino (PSB), que é candidato à presidência da ALPB, considerou um absurdo a suspensão da sessão. “A lei determina que a eleição aconteça no dia 1º de fevereiro, temos que respeitar o que prevê o regimento interno”, justifica. Ricardo Marcelo também é candidato à presidência da mesa.
Confiança questionada
Enquanto uma parte dos deputados defendia que o voto nas cédulas de papel fosse utilizado para garantir lisura ao processo, outra parte destacava que o Regimento Interno prevê o uso do sistema eletrônico. A discussão começou durante o intervalo de cerca de meia hora determinado após a solenidade de posse e continuou com o início da sessão preparatória para a eleição. Depois de cerca de 20 minutos de embate, a sessão foi suspensa para que o clima se acalmasse.
Segundo o deputado João Gonçalves (PSD), a justificativa apontada é que “não foi feita biometria dos deputados, o sistema não foi implantado, só é possível votar sim ou não”. Diante deste quadro, João Gonçalves avalia que não havia segurança para realizar a eleição através do painel eletrônico. Concordando com ele, o deputado Gervásio Maia (PMDB) acreditava que “os deputados deveriam ter feito uma espécie de vistoria no painel”.
Já o deputado Renato Gadelha (PSC) avalia que o voto através de cédulas de papel é um retrocesso. “Foi implantado um painel para dar segurança ao voto, não vamos aceitar esse retrocesso”, declarou. Quem também saiu em defesa do voto eletrônico foi o deputado Ricardo Marcelo (PEN), que defendeu que “o processo eletrônico foi instalado na Casa e já foram feitas várias votações”.
Um embate entre os deputados Ricardo Barbosa (PSB) e Trócolli Júnior (PMDB) esquentou ainda mais a sessão quando Trócolli declarou acreditar que “a bancada governista quer voto em cédula para marcação dos votos”. Em resposta, Barbosa chamou a declaração de irresponsável. Já o deputado João Henrique (DEM) defendeu uma terceira proposta: “voto aberto para solucionar o problema”.
Presidência da sessão
Outro ponto que precisava de definição antes da realização da sessão de eleição gerou descontentamento de parte dos deputados. O deputado Gervásio Maia (PMDB) se apresentou falando em nome de outros 20 deputados sugerindo que o deputado Ricardo Marcelo não presidisse a sessão de eleição, já que ele é candidato à função.
Concordando com Gervásio, Adriano Galdino (PSB), que também se apresenta como candidato à presidência da casa, destacou que a situação é semelhante ao presidente do TRE ser candidato numa eleição presidida por ele. Apesar desses questionamentos, o Ricardo Marcelo se manteve na presidência da sessão.

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Paraíba registra mais de 23 mil inscrições no Prouni em dois dias

A Paraíba registrou um total de 23.863 inscrições no Programa Universidade Para Todos (Prouni) nos dois primeiros dias do prazo, de acordo com balanço parcial divulgado pelo Ministério da Educação, às 18h desta terça-feira (27). Em todo o país, foram quase um milhão de inscrições. O estado oferece 2.263 bolsas de estudos através do programa e as inscrições seguem abertas até quinta-feira 22h59 (horário local) de quinta-feira (29) através do site do programa.
O Prouni é uma alterativa para os alunos que não são aprovados nas universidades públicas pelo Sisu. O programa concede bolsas de estudo integrais e parciais (50%) em instituições privadas de ensino superior, em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, a estudantes brasileiros sem diploma de nível superior.
Para se inscrever, o interessado deve ter participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2014 e ter obtido, no mínimo, 450 pontos na média das notas do exame. É preciso, ainda, ter obtido nota acima de zero na redação. Para efetuar a inscrição, o candidato deve acessar o site do Prouni e informar seu número de inscrição e sua senha no Enem 2014.
O candidato pode se inscrever no Sisu e no Prouni, desde que atenda aos critérios do programa. Mas caso seja selecionado nos dois programas, terá de escolher entre a bolsa do Prouni ou a vaga do Sisu.
Critérios
Para concorrer às bolsas do Prouni, o candidato deve cumprir os seguintes quesitos:
1. Renda:
– Para concorrer às bolsas integrais: renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa
– Para concorrer às bolsas parciais: renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos por pessoa
2. Escolaridade:
– Não ter diploma de ensino superior
– Ter feito o Enem 2014, tendo obtido no mínimo 450 pontos na média das notas do exame e não tendo tirado zero na redação
3. Vida escolar:
– Ter cursado o ensino médio completo na rede pública ou na rede privada como bolsista integral da própria escola OU
– Ter cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em escola da rede privada, na condição de bolsista integral da própria escola
4. Outros casos:
– Pessoa com deficiência
– Professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública, pode concorrer a bolsas exclusivamente nos cursos de licenciatura. Nesse caso, não há requisitos de renda.

Governo da Paraíba eleva piso em 20% e garante 9% para professor que recebe acima

Sala de aula 
O governador Ricardo Coutinho determinou o reajuste do piso salarial do professor de carreira em 20%. Com isso, o piso do professor na Paraíba será de 1.525,00 para 30 horas, acima do que é pago no Brasil e 20% a mais do valor recebido em dezembro de 2014, que foi de R$ 1.273,00.
A medida faz parte do reajuste para o funcionalismo, assegurado pelo Governo em respeito à data base, instituída na primeira gestão, a ser aplicado na folha deste mês. Apesar da crise no cenário econômico nacional, que se reflete na drástica queda das receitas, o Governo da Paraíba é o único do país que vai assegurar aumento para todo o funcionalismo no início de 2015.
O aumento para R$ 1.525,00 é o primeiro passo no compromisso de dobrar o piso salarial do professor de carreira na Paraíba até o final do segundo mandato.
Além da elevação do piso, o Governo dará 9% de aumento para o professor que recebe acima, sendo 4,5% a ser implantando a partir de janeiro e mais 4,5% a partir de outubro. O impacto financeiro do aumento para o magistério, ao final, chegará a R$ 5,9 milhões por mês, contemplando ao todo 26.887 servidores. Os valores foram pactuados com as diversas categorias durante audiências ocorridas no decorrer de janeiro.
Com as bolsas garantidas pelo Estado, que variam de R$ 265 a R$ 610, o menor salário de um professor de carreira na Paraíba será de R$ 1.790,00, 93% acima do valor pago até dezembro de 2010.
Segurança terá reajuste de 5% e valor de plantão de PMs sobe – Para todos os entes vinculados à Segurança Pública, o reajuste chegará aos 5% na remuneração, a ser implantado a partir deste mês. O aumento contempla policiais militares, bombeiros, policiais civis e ainda agentes penitenciários. Ao todo, 21.481 servidores. E vai gerar um impacto de aproximadamente R$ 3 milhões por mês. Os índices foram discutidos com as categorias dos setores contemplados.
Para os policiais militares, o governador Ricardo Coutinho determinou ainda que os plantões sejam reajustados, especialmente para os praças. Os valores estão sendo estudados.
Com o reajuste para Polícia Militar, um soldado na Paraíba passa a ganhar 71% a mais do que ganhava em dezembro de 2010, passando de R$ 1.564,00 para R$ 2.675,58. Evolução semelhante se revela no salário dos policiais civis. Um agente de investigação, por exemplo, recebia R$ 1.992,00 antes do início da atual gestão. Agora, a partir deste aumento, vai passar a ganhar R$ 3.282,00, um ganho de 64% ao longo destes quatro anos.
Já o delegado de Polícia Civil saiu de um salário de R$ 6.137,00 em 2010 para R$ 9.439,00 este mês.
Para o pessoal de saúde, que representa um quadro com 7.467 servidores, o aumento na remuneração também será de 5%, a partir de janeiro.
Aumento do Mínimo vai injetar R$ 4,4 milhões/mês na folha – O Governo da Paraíba vai garantir ainda no pagamento da folha em janeiro o reajuste do Salário Mínimo, que passou para R$ 788,00, representando um aumento de 8,4%. O aumento do Mínimo contempla 42.856 servidores públicos estaduais e vai representar um aporte de R$ 4,4 milhões por mês na folha de pessoal do Estado.
Para os demais servidores, menos de 26 mil, o reajuste mínimo será de 1%, representando um acréscimo de aproximadamente R$ 10 milhões por ano na folha do Estado. Os agentes fiscais terão aumento de 50% na Bolsa Desempenho. Neste modelo, 89 mil dos 114 mil servidores recebem reajuste diferenciado. Ao todo, o reajuste prevê um acréscimo de 14,3 milhões por mês na folha de pessoal do Estado.
O governador Ricardo Coutinho destacou o imenso esforço feito pela equipe econômica do Estado para assegurar o reajuste para o funcionalismo público estadual, o quarto consecutivo concedido durante seu mandato e o único dado entre os estados de todo o Brasil.
O governador lembrou ainda que a Paraíba não pode ultrapassar os limites impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal com gastos de pessoal, atualmente representando 49% de toda a Receita Corrente Líquida do Estado.
“O cenário econômico nacional, que tem reduzido o repasse de recursos do Fundo de Participação dos Estados e, consequentemente, abalado o volume das receitas estaduais, aponta para um quadro de alerta e para necessidade de medidas financeiras responsáveis”, destacou.
Desde que foi empossado para o segundo mandato, o governador Ricardo Coutinho tem adotado medidas de enxugamento do custeio da máquina, incluindo redução da estrutura administrativa, com extinção de secretarias, órgãos e cargos comissionados, bem como suspensão e cortes de gastos com diárias, alugueis de imóveis, locação de veículos e até eventos carnavalescos.
Além de suspensão de reajuste do próprio salário e dos secretários estaduais, devidamente aprovado pela Assembleia Legislativa da Paraíba.


sábado, 24 de janeiro de 2015

Caval Folia 2015

APÓS ALMOÇO EM CABEDELO: Adriano Galdino demonstra confiança

APÓS ALMOÇO EM CABEDELO: Adriano Galdino demonstra confiança 
O deputado Adriano Galdino (PSB) que disputa a presidência da Assembléia Legislativa da Paraíba contra o presidente Ricardo Marcelo (PEN) promoveu no inicio da tarde desta sexta, 23, um almoço em Cabedelo no apartamento do deputado e secretario Lindolfo Pires (DEM) e demonstrou confiança na ampliação do seu grupo político. O encontro que contou com a presença de 18 deputados serviu segundo ele para reafirmar a sintonia do seu bloco de parlamentares que soma 21apoios.

Justificaram a ausência os deputados: João Henrique (DEM) e Estela Bezerra (PSB).
 
Foi muito bom o nosso encontro, mostrando que nosso bloco está coeso e centrado na formação da nossa chapa que será a vitoriosa ao lado do companheiro Gervazinho (PMDB)”, comemorou o socialista em rápido contato telefônico com o PB Agora.

Adriano revelou confiança em novas adesões: “Se Deus quiser no dia 1º de fevereiro ampliaremos nosso grupo!”, enfatizou.

Participaram do encontro os deputados: Ricardo Barbosa (PSB). Gervásio Filho (PMDB), Caio Roberto (PR). Tião Gomes (PPL), Anísio Maia (PT), Jeová Campos (PSB), João Bosco Carneiro (PPS), Nabor Wanderley (PMDB), Inácio Falcão (PSDB), Branco Mendes (PEN), Tião Gomes (PSL), Buba Germano (PSB), Doda de Tião (PTB), Zé Paulo (PCdoB), Lindolfo Pires (DEM). O suplente Hervázio Bezerra (PSB) também participou do almoço.

Já os deputados Edmilson Soares (PEN) e Genival Matias (PT do B) saíram antes do termino do almoço, por isso não saíram na foto oficial.

 Galdino também procurou por panos quentes, sobre o embate com o deputado Renato Gadelha (PSC) que é contrário a realização de duas eleições no dia 1º de fevereiro.

“Em momento algum eu tive a intenção de desrespeitar, ou de macular quem quer que seja. Eu apenas falei de uma máxima que é verdadeira, cristalina e pura no sentido de dizer que, em se tratando de regimento interno, o plenário tem soberania. Isso é fato. Eu avisei ontem e estou afirmando agora que é verdade”, frisou

Empresa de bebidas faz seleção para vagas de estágio na Paraíba


Vagas para estágio estão abertas para o Programa de Estágio da Ambev na Paraíba. Alunos matriculados no penúltimo e último ano de diversos cursos de graduação podem participar. As inscrições para os interessados podem ser feitas através do site do programa até o dia 12 de fevereiro.
Após a inscrição, os candidatos serão automaticamente encaminhados para testes online que incluem provas de inglês, português e raciocínio lógico. Após essa etapa, os aprovados são chamados para dinâmica e entrevista.
O Programa tem duração de até dois anos e oferece bolsa auxílio, refeição, transporte da empresa e possibilidade de efetivação. (G1)

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Resultado do Enem 2014 já está disponível. Veja sua nota!

Resultado Oficial do Enem 2014 
Consultar o resultado do Enem 2014: O INEP e o MEC cumpriram as previsões e divulgaram o resultado individual do Enem 2014 – Exame Nacional do Ensino Médio. Os candidatos que fizeram as provas nos dias 08 e 09 de novembro poderão utilizar suas notas em processos seletivos de diversos programas educacionais do Governo Federal.
A única maneira de consultar as notas do Enem 2014 é via internet, por meio da página http://sistemasespeciais.inep.gov.br/resultadosenem/. No acesso, o candidato precisa informar o número do CPF e senha ou número de inscrição e senha do Enem 2014. Quem não se lembrar dos dados poderá recuperá-los em links de apoio disponíveis no próprio site.
Após informar os dados necessários para acesso, o estudante visualizará resultado das provas do Enem 2014 de maneira separada, de acordo com as áreas de conhecimento: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; Matemática e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias e Ciências da Natureza e suas Tecnologias. Logo abaixo, finalizando a lista, haverá a nota da redação do Enem 2014. Outra informação no quadro de resultados é a presença ou ausência do participante no dia do teste.
Não existe nota mínima e nota máxima no Enem, pois a prova objetiva é corrigida com base na Teoria de Resposta ao Item (TRI) que, além de levar em conta o número de acertos do participante, preza pelo grau de dificuldade da questão e controla os acertos casuais, popularmente conhecidos como “chutes”. O método se aplica às quatro áreas de conhecimento do Exame. A única parte do teste que é corrigida com valor mínimo e máximo é a redação, que varia de 0 a 1000 pontos.
As notas do Enem 2014 poderão ser utilizadas em programas de acesso, intercâmbio e permanência no ensino superior: Sisu (Sistema de Seleção Unificada), ProUni (Programa Universidade para Todos), Fies (Fundo de Financiamento Estudantil), Sisutec (Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica) e Ciência sem Fronteiras.
Com o Sisu é possível conseguir vaga em institutos e universidades federais de todo o país. O ProUni oferece bolsas de estudo em faculdades particulares. Os processos seletivos de ambos os programas serão abertos no início de janeiro.
Consulte seu resultado oficial do Enem 2014 e corra atrás de seu sonho!


Cristiano Ronaldo é eleito o melhor jogador pela Fifa



A terceira Bola de Ouro conquistada por Cristiano Ronaldo, em cerimônia realizada na última segunda, em Zurique, ganhou repercussão intensa da imprensa europeia. Jornais dos principais países do continente ressaltaram o feito alcançado pelo português, que brilhou na última temporada com muitos gols e títulos conquistados. Dentre eles, a décima Liga dos Campeões pelo Real Madrid e o Mundial de Clubes, em dezembro.
Em sua capa, o jornal 'A Bola' ressalta a frase dita por Cristiano Ronaldo, que pretende alcançar Messi, dono de quatro Bolas de Ouro. Já o 'Marca' lembrou as diferentes reações do craque ao receber a honraria.
Sempre provocativo, o 'Olé' ironizou o grito proferido por CR7 após receber o troféu, lembrando que Messi soma uma mais do que o português. O 'Mundo Deportivo', de Barcelona, também estampou a superioridade do argentino na maior premiação do futebol.

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Piso dos professores é reajustado em 13,01% e salário passa para R$ 1,9 mil

Manifestação de professores no centro de São Paulo, em dezembro de 2014 (Foto: Foto: Fernando Zamora / Futura Press) 
O Ministério da Educação (MEC) informou que o piso salarial do magistério terá aumento de 13,01%. Com o reajuste, o salário inicial passará para R$ 1.917,78 a partir deste mês. O cálculo está previsto na Lei do Piso (Lei 11.738/2008), que vincula o aumento ao percentual de crescimento do valor anual mínimo por aluno, referente aos anos iniciais do ensino fundamental urbano.
O novo montante é relativo ao salário inicial dos professores de escola pública, com formação de nível médio e jornada de trabalho de 40 horas semanais.
Segundo o MEC, nos últimos dias, o ministro da Educação, Cid Gomes, reuniu-se com representantes do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE).
De acordo com a lei, a correção do piso reflete a variação ocorrida no valor anual mínimo por aluno, definido nacionalmente pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).
O piso salarial subiu de R$ 950, em 2009, para R$ 1.024,67, em 2010, e R$ 1.187,14, em 2011, conforme números incluídos no site do MEC. Em 2012, o valor vigente era R$ 1.451. Em 2013, o piso passou para R$ 1.567 e em 2014 foi reajustado para R$ 1.697. O maior reajuste foi registrado em 2012, com 22,22%.
Para Roberto Leão, presidente da CNTE, o reajuste cumpre a lei, embora ainda não seja o “que consideramos melhor para os trabalhadores”. Segundo ele, a Lei do Piso é “importantíssima para o cumprimento do PNE [Plano Nacional de Educação]”. Uma das metas previstas no plano estabelece prazo de seis anos para equiparação do salário dos professores ao dos demais profissionais com escolaridade equivalente. Conforme Leão, o rendimento médio dos docentes representa aproximadamente 60% dos salários médios dos demais profissionais.
Para a Confederação Nacional de Municípios (CNM), o aumento, que tem sido praticado acima da inflação, representará custo maior com a folha e menos investimentos em reformas e infraestrutura das escolas, além de outros itens fundamentais à qualidade do ensino.
“Com certeza, teremos municípios e estados com dificuldade”, disse Cleuza Repulho, presidenta da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime). “Precisaremos da regulmentação dos royalties do petróleo e do PNE em funcionamento para garantir novos recusos. A arrecadação dos estados e municípios foi menor que a esperada”, acrescentou.
Segundo Cleuza, a entidade voltará a se reunir com o ministro até o fim do mês para cobrar maior participação da União nos gastos dos entes federativos com educação. Também pedirá a retomada do grupo de trabalho para revisão do reajuste do piso.
A proposta da entidade é que o reajuste leve em consideração a variação do Fundeb e o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), estabelecendo novos salários intermediários às duas variações. “Entendemos que não é o que o professor precisa ganhar, mas agora não tem como ser um valor superior à inflação”, concluiu Cleuza. (Agência Brasil)
News Feed

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Após forte temporal principais ruas de Itabaiana ficaram alagadas

 
Após fortes chuvas as ruas de Itabaiana ficaram totalmente alagadas e algumas casas foram invadidas pelas águas.